Agora é lei! Reforma Trabalhista entra em vigor

Mantenha-se Informado

Confira abaixo:

Agora é lei! Reforma Trabalhista entra em vigor

Modificações na Reforma Trabalhista começa a valer em todo território nacional

postado em: 10 novembro 2017

A nova redação da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) começa a valer a partir de deste dia 11. A Reforma Trabalhista que foi proposta por cientistas políticos e sancionada pelo presidente da República, Michel Temer no dia 11 de julho teve a participação fundamental da Amic Oeste Paraná no texto-base, por meio de propostas de modificações nas leis trabalhistas, entre elas, destacam-se melhorias no relacionamento entre empregado e empregador e medidas que podem aumentar a geração de empregos no país.

Pensando em fortalecer as empresas de micro e pequeno porte e esclarecer as novas mudanças, a entidade trouxe para Cascavel no dia 10 de agosto o Juiz Federal do Trabalho e integrante da comissão de redação da Reforma Trabalhista, Marlos Augusto Melek, autor de um dos livros mais vendidos do Brasil: Trabalhista! E agora? para ministrar a palestra homônima, ressaltando o que esperar da reforma trabalhista em um ambiente hostil para os negócios.

Na oportunidade, Melek tratou de temas em que as empresas mais sofrem condenações na Justiça do Trabalho, além disso, apresentou estatísticas de crise, eficiência, eficácia e Custo Brasil, em que insere o Direito do Trabalho num contexto globalizado apontando a necessidade de segurança jurídica e a imprescindibilidade da reforma trabalhista para estimular negócios em um cenário menos agressivo.

“A Amic por meio da sua diretoria e cada um de seus associados teve a ousadia em acreditar em nossas premissas, convergiram com nossas ideias, patrocinaram um dos mais importantes apoios éticos e morais ao projeto da reforma trabalhista e construíram juntamente conosco esta obra que marcará a história do Brasil”, declara o Juiz Federal do Trabalho, Marlos Melek.

Para o atual presidente da Amic Oeste - PR, Celso Bevilacqua, a vitória da reforma trabalhista é recebida com grande alegria e afirma que a conquista é de todo o Brasil.

 De acordo com o Juiz, o Brasil precisava desta remodelação, pois pelos cálculos do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) existem 13 milhões de brasileiros desempregados. Por outro lado, há cerca de 60 a 70% de empregadores de Micro e Pequenas Empresas que têm até 15 empregados, segundo dados do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

“Forças que interagem nos trazem a convicção de que a CLT precisava buscar um reequilíbrio, até porque a de 1940 é de uma época em que e a mulher precisava de autorização do marido para propor uma ação judicial ou ainda, que a mulher que trabalhasse na oficina do pai do marido não teria direito trabalhista algum. Isto era vigente até hoje, por isso a importância de colocar o país em consonância com a realidade mundial, tornando o Brasil mais competitivo e reduzindo o Custo Brasil que em muito é representado não só pelos encargos, burocracia, mas por uma ameaçadora legislação trabalhista”, salienta.

Aos interessados em ter conhecimento de como era e como ficaram as leis da Reforma Trabalhista, a Amic disponibiliza o livro do Juiz Federal do Trabalho, Marlos Melek, “Trabalhista! O que mudou? por valor subsidiado. Quer ter um exemplar dessa obra na sua estante, procure a associação e garanta o seu. 

Deixe seu comentário