SEJA UM ASSOCIADO
É FÁCIL.
É ACESSÍVEL.
É AMIC.
mar
27

Você lidera ou só chefia?

Como está a sua relação com sua equipe de trabalho? Já parou para pensar que o modo como você age pode fazer você liderar um grupo ou simplesmente ser visto como o “chefe”? E mesmo que você não ocupe um cargo de chefia, sabia que a liderança pode ir além das “nomenclaturas”? E o que isso muda nos resultados da empresa? Na entrevista a seguir, a especialista em Comunicação Assertiva, Eliane Gavasso, gera muitas reflexões. Ela é idealizadora do Método Diálogo Certo e é formadora e desenvolvedora de líderes.

O que é ser líder?

Se você pensar agora em um setor qualquer de uma empresa, vai ver que existem aquelas pessoas que são referência, têm maior influência, independentemente do cargo que ocupam. Isso porque liderança tem a ver com gerar confiança e consequentemente conexão com as pessoas. Por definição, a liderança é a arte de mobilizar pessoas a fazer algo em comum, apesar de seus interesses particulares. Na prática, ela se constrói a partir da soma das características pessoais com as habilidades técnicas do profissional que, quando bem desenvolvidas, tendem a gerar excelentes resultados para a empresa.

O que torna uma pessoa um líder?

A atribuição de um cargo institui poder e autoridade, mas isso não quer dizer que as pessoas a considerarão líder; e o mesmo ocorre quando se é gestor ou até mesmo proprietário de um negócio. Isso fica mais fácil de entendermos se pensarmos que um líder tem seguidores e que ele age através da influência. As pessoas o seguem porque acreditam, confiam e se espelham nele.

Quais são os pontos que elevam a capacidade de influência positiva de um líder?

- A credibilidade do conhecimento (saber fazer) - gera confiança;

- A habilidade de se relacionar e criar conexão efetiva com sua equipe - gera segurança;

- E as suas competências interpessoais, como a capacidade de se comunicar, bom senso, iniciativa, inteligência emocional (equilíbrio entre a emoção e a razão), etc.

Desenvolvendo essas características, o que um líder é capaz de atingir?

Ele potencializa as capacidades dos seus liderados, desenvolve autoconfiança, iniciativa, entusiasmo, inovação, dinamismo organizacional e corresponsabilidade! Portanto, se a mobilização for através da influência, aumentará as chances das orientações serem incorporadas na rotina de trabalho e serem realizadas estando o líder presente ou não.

E do contrário, o que pode acontecer?

Se a mobilização for por meio do “porque tem que ser feito”, sem disseminar a cultura do aprendizado e da evolução, vão existir apenas pessoas fazendo somente na frente do superior ou enquanto houver a obrigatoriedade. Então, é possível estar à frente de uma equipe, mas não estar liderando de fato.

Nascemos prontos para sermos líderes?

Não, alguns têm mais facilidade, mas todos precisam se aprimorar a partir da experiência e do conhecimento. Pela minha experiência, sei que para alguns tipos de perfis de comportamento é mais difícil ter essa percepção, por serem mais voltados à tarefa e ao trabalho em si e menos às pessoas. Mas a maneira como você se relaciona e valoriza as pessoas é que faz de você um líder. Então, a sua equipe só se comprometerá verdadeiramente com os desafios, se a sua liderança for inspiradora!

Que tal fazer uma análise? Pense nas características descritas acima e avalie quais delas fazem parte do seu comportamento. E aí, de 0 a 10: qual seu nível de influência positiva?